Sertão do Pajeú discute Educação Ambiental

O Sertão do Pajeú de Pernambuco recebe nesta sexta-feira, dia 29, o II Seminário Territorial -Compartilhar Vivências e Aprendizados em Educação Ambiental, a partir das 9h, na cidade de Triunfo. Com o objetivo de compartilhar as experiências realizadas pelas escolas envolvidas no Projeto Referencial de Educação Ambiental, que formou neste ano, 25 professores e 450 alunos de nove escolas de comunidades rurais da região. O projeto é realizado pelo Centro Sabiá em escolas de sete municípios da região, apoiado pelo Projeto Dom Helder Câmara (PDHC).

Na atividade, serão apresentados e debatidos os resultados construídos a partir da iniciativa do projeto, na perspectiva de que influenciem políticas públicas territoriais e municipais para a Educação Ambiental, com foco na zona rural da região semiárida. Serão apresentadas em um carrossel de experiências as iniciativas realizadas pelas escolas nas comunidades, como criação de hortas, agroflorestas, coleta seletiva, entre outras. São esperadas cerca de 100 pessoas entre professores/as de escolas rurais, gestores municipais, estudantes, agricultores e agricultoras e organizações da sociedade civil.

Projeto – Este é o segundo ano de realização do Projeto Referencial de Educação Ambiental em Escolas do Sertão do Pajeú, que tem objeto de implementar uma proposta pedagógica de Educação Ambiental na região. Envolvendo os municípios de Afogados da Ingazeira, Calumbi, Carnaíba, São José do Egito, Santa Cruz da Baixa Verde, Tabira e Triunfo. Envolvendo agricultores/as experimentadores/as e contribuindo na discussão sobre Educação Ambiental na região como instrumento de desenvolvimento, de cidadania e garantia de direitos. O projeto é realizado pelo Centro Sabiá, em parceria com organizações locais, e apoiado pelo Projeto Dom Helder Câmara (PDHC).

Anúncios

Publicado em 28/10/2010, em Sem categoria. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Os professores deveriam estruturar pesquisas de avaliação da percepção ambiental frente à problemática das Mudanças Climáticas e solicitar aos alunos que apliquem os questionários em suas casas. O resultado (análise de todos os questionários) seria analisado em sala de aula e, a partir das conclusões (identificação de não conformidades de conhecimento), realizar eventos na escola (com a presença de familiares dos alunos) onde os pontos identificados como problemáticos seriam debatidos e esclarecidos.

    Núcleo de Estudos em Percepção Ambiental / NEPA
    Grupo sem fins lucrativos
    roosevelt@ebrnet.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: